Deputado Gil Pereira viabiliza investimento de R$ 13,3 bilhões em transmissão no Norte de Minas

A partir dos esforços do deputado estadual Gil Pereira, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) investirá R$13,3 bilhões em transmissão para ampliação da capacidade de escoamento de energia do Sistema Interligado Nacional (SIN) até 2031. Os aportes serão voltados para diversas regiões do estado, desde a norte-mineira até os principais centros de carga do Sudeste. Com isso, o Norte de Minas se torna cada vez mais atrativo para a implantação de projetos de usinas fotovoltaicas. A qualidade do recurso solar e da legislação inovadora do segmento garantem investimento e novos projetos para a região.

Conforme relatório da instituição, a proposta de expansão contempla duas etapas de implantação: a primeira, com possibilidade de ser objeto de licitação a partir do Leilão de Transmissão de Junho de 2022, possui caráter determinativo, com impacto sistêmico. A ampliação da infraestrutura regional vai favorecer o desenvolvimento socioeconômico do Norte do estado, possibilitando assim a maior capacidade de escoamento para projetos de geração renovável. A segunda etapa tem previsão inicial para 2031, e é passível de revisão, atrelada à evolução do sistema de transmissão e de geração da região.

    As instalações recomendadas têm um custo de investimento total de R$6,5 bilhões, referentes a 2.360 km de novas linhas de transmissão, novas subestações ou         expansão de subestações existentes. Na primeira etapa, são recomendados reforços na rede de distribuição, correspondentes a 56 km de novas linhas em 138 kV, e   duas novas subestações de 138 kV seccionadoras. O custo de investimento é de aproximadamente R$102 milhões.

   O deputado estadual Gil Pereira comemora os investimentos da EPE. “Desde 2015, quando aconteceu a última licitação da Aneel da subestação de Janaúba, venho trabalhando para que possamos ter outras subestações na região de Januária, Jaíba, Montes Claros, Buritizeiro, Taiobeiras e Salinas, reforçando o sistema do Norte do estado para viabilizar mais plantas centralizadas”, afirma. 

Fonte:https://lnkd.in/dYmxPwy

Compartilhe!