Lobby faz a Câmara votar projeto que pode inviabilizar geração de energia solar

Apesar da pandemia e da pior crise hídrica em 92 anos, que ameaça o Brasil com novo apagão, lobby fala mais forte

Apesar da pandemia e da pior crise hídrica em 92 anos, que ameaça o Brasil com novo apagão, fala mais forte na Câmara o lobby das empresas bilionárias de geração de energia, sobretudo termelétricas, e a agência reguladora Aneel, onde mandam, para fazer os deputados votarem nesta terça-feira (8) ou amanhã o projeto que estabelece quase a “taxação do sol”, inviabilizando a geração de energia solar no País. Tudo isso para que o Brasil permaneça dependente da geração suja e cara das termelétricas. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O lobby para que o governo não invista e nem deixe investir em energia limpa e renovável garante mais de R$20 bilhões anuais às termelétricas.

O lobby pretende que se cobre muito caro pelo uso da rede de postes e fios que levam energia ao consumidor, inviabilizando o setor na prática.

O lobby contra a energia solar é liderado por figuras como Cassio Cunha Lima e, segundo o ex-senador, até o ex-presidente do TCU José Múcio.

Fonte Poder 360 https://diariodopoder.com.br/claudio-humberto-home/camara-vota-esta-semana-projeto-que-pode-inviabilizar-energia-solar-residencial

Compartilhe!

Deixar uma resposta