Sebrae RS abre inscrições para 5ª edição do Projeto Energia Mais

São 30 vagas para pequenas empresas do segmento fotovoltaico

Estão abertas as inscrições para a 5ª edição do Projeto Energia Mais. No total, são 30 vagas para micro e pequenas empresas gaúchas integradoras do segmento solar fotovoltaico, com faturamento anual bruto de até R$ 4,8 milhões. Também podem participar do projeto empreendedores que atuem na cadeia de energia elétrica como prestadores de serviços, fornecedores de bens ou geradores de energia.

“Queremos um estado mais competitivo e sustentável. E uma das formas de fazer isso é conectando empresas e acelerando negócios. Através do Projeto Energia Mais, preparamos empresas do segmento solar fotovoltaico para atuar neste mercado de altíssima competitividade”, destaca o analista de articulação de projetos do Sebrae RS, Cleverton Luis Paranhos da Rocha.

O programa tem previsão de ocorrer de março a dezembro deste ano, através de encontros on-line e presenciais como workshops, consultorias com especialistas de mercado e visitas em feiras e eventos do setor. A iniciativa pretende aumentar a competitividade, elevar a taxa de sucesso em vendas e a lucratividade por meio do aprimoramento da gestão, da qualificação da gestão comercial, da geração de parcerias estratégicas, do acesso à mercados e da criação de oportunidades de negócios para as empresas participantes.

“Um mercado de crescimento exponencial e de muitas oportunidades atrai novos entrantes. Isto aumenta a concorrência e diminui as margens. Por isso, o empresário que já está ou mesmo aquele que deseja atuar no segmento solar fotovoltaico deve se preparar. O projeto Energia Mais já capacitou e qualificou mais de 500 empresas no Estado. Para ser competitivo neste momento, é fundamental que o empresário tenha controles rígidos de gestão, que esteja atento ao mercado, a regulação do setor e entenda a dinâmica da concessão de crédito, ou seja, que esteja preparado para atuar num ambiente de altíssima competitividade”, reforça o analista de articulação de projetos.

Para se ter uma ideia, em 2020, mesmo diante da pandemia do novo Coronavírus, o mercado cresceu 58%. O Rio Grande do Sul está em segundo lugar entre os estados brasileiros em geração distribuída, com mais de 557 megawatts de potência instalada, que representa 12,7% da energia solar fotovoltaica gerada no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Fotovoltaica (Absolar). Entre 2017 e 2019, o Brasil saltou da 26ª para a 16ª posição no ranking mundial de produção de energia fotovoltaica.

O crescimento exponencial do setor acontece desde 2012, quando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) publicou a resolução normativa que permitiu aos consumidores realizarem a troca da energia gerada com a da rede elétrica. Desde então, foram mais de R$ 38 bilhões em investimentos privados no Brasil, que permitiram a geração de 224 mil novos empregos e evitaram a emissão de 1,1 milhão de toneladas de gás carbônico (CO²) na atmosfera. Ao todo, já existem 365 mil sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede brasileira.

Para participar do Projeto Energia Mais é necessário realizar a inscrição pelo link https://cutt.ly/4jcmmz5

Para conhecer mais sobre o assunto, procure o Sebrae RS ou acesse o link http://www.sebraers.com.br/energia-home

Compartilhe!